Adubo para milho: qual o melhor NPK?

como escolher adubo para milho
23 de junho de 2022 | Adubos e Fertilizantes

O uso apropriado do adubo para milho é fundamental para uma boa produtividade. Por isso, preparamos este conteúdo para você, agricultor. Aqui você poderá tirar suas dúvidas e entender melhor sobre o adubo para milho NPK. Também mostraremos qual o melhor adubo para milho, potencializando sua colheita: confira agora mesmo.

A história da plantação de milho

O milho é conhecido como um dos mais antigos cultivos da humanidade. Sua domesticação data de cerca de 9 mil anos atrás, tendo origem no atual México e América Central. No século 15, na época da chegada dos europeus à América, o milho já estava presente em quase todo o continente.

Uma de suas principais características é a resistência. O milho se desenvolve bem em solos e climas diferentes. Também costuma lidar com alterações climáticas com facilidade, e é resistente a doenças e pragas.

Outro fator importante é sua versatilidade. Além de ser um alimento in natura completo em nutrientes, a partir do milho podem ser feitos diversos produtos. Alguns deles são:

  • Alimentos processados, como o amido de milho, fubá, farinha e xarope;
  • Plásticos variados;
  • Tecidos e roupas;
  • Adesivos orgânicos;
  • Etanol e outros combustíveis de biomassa;
  • Obras artísticas e artesanatos;
  • Móveis e utensílios domésticos;
  • E até mesmo processado em adubo orgânico.

Graças a isso, o milho é uma das mais importantes commodities agrícolas do mundo. Porém, para que ele atinja todo seu potencial, o solo da plantação deve proporcionar os nutrientes necessários.

Adubo para milho NPK: qual a importância?

O adubo NPK é considerado o principal da agricultura. Isso se dá porque ele reúne os três macronutrientes fundamentais para as plantas:

  • Nitrogênio (N), responsável pelo crescimento e desenvolvimento;
  • Fósforo (P), elemento-chave na produção de bioenergia pela planta;
  • Potássio (K), regulador do metabolismo vegetal.

Chamado de adubo de mistura complexa, o NPK é comercializado em diversas formulações pelas fábricas de fertilizantes. Elas costumam ter usos diferentes, pois cada espécie de planta e solo possui necessidades nutricionais específicas.

A cana-de-açúcar, por exemplo, requer grandes quantidades de nitrogênio. O NPK 10-10-10, por sua vez, tende a ser geralmente usado em espécies que não dão frutos. Já o NPK 20-05-20 é normalmente empregado no preparo do solo, antes do plantio.

Sendo assim, a importância do NPK como adubo para milho é justamente a união dos três principais macronutrientes. Quando utilizados em conjunto, um elemento potencializa os efeitos do outro, levando a uma produtividade maior.

Qual o melhor adubo para milho? Veja as principais formulações de NPK

Como falamos, há diversas formulações diferentes de NPK, cada uma com usos específicos. Fatores relevantes para a escolha do adubo adequado são:

  • Condições do solo;
  • Condições climáticas;
  • Estágio em que se encontra a plantação;
  • Qual a variedade de milho sendo plantada;
  • Qual a produtividade esperada, de acordo com os fatores anteriores.

O primeiro passo para saber qual o melhor adubo para milho é fazer uma análise de solo do local do plantio. A partir dela, será possível identificar quais os nutrientes presentes e quais precisarão ser complementados com a adubação.

Com uma boa análise de solo, pode-se começar o preparo do mesmo. Isso deve ser feito levando em conta o período do ano, o clima e qual espécie de milho será plantada. Há seis variedades principais:

  • Milho duro (também chamado de Flint);
  • Milho de pipoca;
  • Milho doce;
  • Milho dentado.
  • Milho mole (também chamado de farináceo).

Veremos a seguir algumas das principais características de cada um deles. Também falaremos qual o melhor adubo para cada milho.

Milho duro ou Flint

O milho Flint possui grãos duros, sem sulcos em suas pontas. Suas cores costumam ser branca, amarela, vermelha, marrom, roxa e preta.

É um milho de alto rendimento, usado principalmente na alimentação. Os principais NPK para ele são:

  • NPK 8-4-8;
  • NPK 4-6-3;
  • NPK 2-4-1;
  • NPK 10-10-10.

Milho de pipoca

Como o nome indica, o milho de pipoca costuma ser usado na alimentação. Tende a ter a cor amarelada e espigas menores. Também possui pouca umidade, além de grãos pequenos e em pouca quantidade.

De forma geral, precisa de proporções maiores de nitrogênio. Algumas situações do plantio, por exemplo, podem usar até NPK 46-0-0 ou ainda apenas o nitrogênio individualmente.

adubo para milho qual o melhor

Adubo para milho: preços melhores comprando direto da fábrica.

Milho doce

Também conhecido como milho verde, possui grãos irregulares. É o milho comumente consumido na espiga, como alimento. Possui grande quantidade de açúcar e menos amido, tendo alto valor nutritivo.

Tem um manejo diferenciado no plantio, sendo colhido antes que outras variedades. Os adubos mais indicados para ele são:

  • NPK 16-16-8;
  • NPK 4-14-8.

Milho dentado

O milho dentado também é chamado de milho de campo. É a variedade mais utilizada para biocombustíveis e derivados do milho, como o amido. Além disso, é muito usado como alimento para animais, especialmente gado.

Seu grão é mais mole e tem uma pequena depressão (o "dente") na parte superior. Costuma ter coloração amarela clara ou branca, sendo colhido mais tarde que os demais. Os NPKs mais utilizados para ele são:

  • NPK 10-10-10;
  • NPK 5-20-20;

Milho mole ou farináceo

Já o milho farináceo se caracteriza justamente pela consistência mais mole e seca de seus grãos. Costuma ter as cores amarela, branca e azul.

Sua colheita também é feita de forma mais tardia. Seus usos mais comuns são em alimentos processados, como a própria farinha de milho, canjica e outros. Os principais adubos para ele são:

  • NPK 10-0-0;
  • NPK 16-16-8;
  • NPK 46-0-0;

Adubo para milho: preço e muito mais

O milho é uma planta incrível, de enorme importância para a humanidade. Porém, seu cultivo apresenta inúmeras particularidades.

Falamos aqui alguns dos principais adubos para milho NPK de acordo com cada variedade. No entanto, para ter a melhor produtividade é necessário um acompanhamento mais próximo de cada cultivo.

Nada impede que um NPK 8-4-8 seja utilizado no milho mole; o mesmo vale para o NPK 16-16-8 no cultivo do milho de pipoca, por exemplo. Para entender as necessidades da sua plantação e saber tudo sobre o adubo para milho, preço e muito mais, entre em contato com nossos especialistas.

A Adufértil possui uma equipe dedicada a entender as necessidades de nossos clientes. A partir disso, fazemos uma proposta completa do melhor adubo para milho, de acordo com as particularidades de cada cultivo.

Fale conosco e aproveite a experiência de uma empresa que, desde 1980, proporciona o melhor para a agricultura brasileira.

Compartilhe